20 anos de guerra e intervenção imperialista, com quase 250.000 mortos, saldaram-se numa humilhante derrota para os Estados Unidos e os seus aliados internacionais. Apesar de toda a demagogia derramada durante este tempo, nem a democracia nem a liberdade faziam parte da bagagem que as potências ocidentais...


O Médio Oriente oferece um exemplo vivo da natureza da época em que vivemos. Antes da chegada da covid-19, esta região do mundo já tinha sofrido uma completa ruptura da ordem que se estabeleceu após a queda do stalinismo.


Na segunda-feira, dia 10 de Agosto, o governo libanês apresentou a sua demissão. Apenas seis dias depois da brutal explosão do porto de Beirute, voltou a pôr-se em cima da mesa os dois elementos chave da situação política do país: a podridão do regime capitalista sectário[1] e a determinação das massas em derrubá-lo.


Na madrugada de 3 de Janeiro, os Estados Unidos assassinaram o general Qasem Soleimani, homem forte da política externa iraniana, considerado o número dois do regime depois do ayatollah Ali Khamenei. Também morreu no ataque Abu Mahdi al Muhandis, chefe adjunto das Forças de Mobilização Popular (FMP), a coligação de milícias...


Começou a 1 de Outubro de 2019, e não mostra sinais de estar a terminar, o maior levantamento de massas no Iraque das últimas décadas, com milhares de jovens a saírem à rua, enfrentando as forças repressivas do Estado. As mobilizações começaram em Bagdad e depressa se alastraram para o sul, de maioria Xiita, revelando um carácter...


No passado dia 1 de Outubro começou o maior levantamento das massas iraquianas das últimas décadas. As imagens que nos chegam através das notícias e redes sociais são impressionantes: milhares de jovens enfrentam desarmados a polícia e o exército, que os reprimem com munições reais, em tiroteios que, segundo jornalistas que viveram os...


Sindicato de Estudantes

Os cookies facilitam o fornecimento dos nossos serviços. Ao usares estes serviços, estás a permitir-nos usar cookies.